quinta-feira, 20 de junho de 2013

ARTIGO: O sinal do tempo

Zé Rainha*

Com os acontecimentos que vem sacudindo o Brasil, com as manifestações vindo de todas partes das capitais e cidades do interior, as autoridades, governantes, executivos, legislativo e judiciário, procuram um jeito de explicar as causa das fúrias das ruas, mas na pratica não passaram das explicações dos efeitos, assim mesmo dando uma versão da mídia.
O que na prática vem acontecendo nada é mais do que  uma revolta ,indignação e insatisfação dos governados, pois quem detém o poder neste país, é a burguesia , a elite que sempre mandou e desmandou neste brasil a mais de 500 anos, nos vivemos e somos o mesmo de um brasil que não  passa de casa grande e senzala, . Aqui quem manda é o dono do engenho, temos a maior concentração de terra do mundo, e  sua maioria esta nas mãos do capital financeiro internacional,  que controla toda nossa produção de suco, álcool e grãos, o nosso minério e toda nossas riquezas, esta nas mão de meia dúzia de capitalista, que suga os cofres públicos para alimentar suas riquezas as custas dos miseráveis trabalhadores e do povo brasileiro.
A elite conservadora de direita controla todos os meios de comunicação, escondem às desgraças dos nossos povos, que mostra apenas as violências urbanas, como se o nosso povo fosse culpados e ou responsáveis pela tal, a violência tem sua  causa na miséria, falta de emprego, trabalho, renda e educação.
Sempre dizem que não tem dinheiro para saúde, educação, mas tem bilhões para empreiteiras construir obras faraônicas como alguns estádios para a copa, e outras obras que não liga nada a lugar nenhum.
A causas da fúria é a miséria, é o descaso com a população,  o povo de modo em  geral, que não tem transporte decente , e são os mais caros do mundo, pedir  para tirar 0,20 centavos das passagens , isso é ridículo,,, temos que brigar para estatizar todo transporte publico do pais e ser gratuito, bem como ser gratuito   toda rede de saúde, educação , pois não pode ser cobrado do povo que paga  trilhões em imposto para os cofres públicos.
Veja bem, para que serve o BNDS, que social só tem o “S”, é um banco para salvar as elites, massas  falidas do agronegócio principalmente as usinas de álcool e açúcar, e jogar bilhões para o agronegócio, bancos e capital industrial.
As mortes de trabalhadores Rurais e Indígenas, financiado por esta Oligarquia Ruralista, com o Escudo do Judiciário Conservador, que prende as lideranças de Movimentos Sociais, criminalizando suas Mobilizações de Massas.
Não tem saída para os trabalhadores no capitalismo, não adianta os articulista correspondente do capital financeiro internacional e do imperialismo, querer buscar saídas e ou explicações para o que vem acontecendo neste momento no Brasil, é importante salientar aqui, que nos  países do oriente médio,  onde para controlarem todo petróleo, os imperialistas NorteAmericanos, inventaram o terrorismo para fazer a guerra  e destruir as nações seus povos com suas culturas.
Somos brasil, 5º pais do mundo, somos um povo decidido a não ficar de joelho para o imperialismo, que quando  faz a guerra, diz que é para a paz, mas quando são  atacados, é terrorismo, ou seja, quando matam pessoas inocente, é em busca da paz, quando são mortos, é ato de terrorismo.
Os recados das ruas servem para muitos colunistas dos jornais, mídia conservadoras, que com suas manchetes querem criminalizar as passeatas, e todos que hoje se encontrar nas ruas cobrando por Direito.
Lamento  muito e com tristeza, ver a nossa central sindical e o nosso partido, que encastelado no poder, e gozando das beneficias do estado burguês, assistindo da janela a  roda da historia o povo girar.
O que falta é organização politica nesta luta, falta uma esquerda que realmente seja comprometida em  fazer  o acirramento da luta de classe, fazer  a revolução e construir o socialismo. Não há saída para os pobres  trabalhadores no capitalismo. Aqui fica o recado: Ou conduzimos a historia ou seremos conduzidos por ela.
Este é o sinal do tempo.


*Zé Rainha, é líder do MST

Nenhum comentário:

Postar um comentário