sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Collor invade horário eleitoral de candidatos ao Senado

Chico de Gois, enviado especial

MACEIÓ - No último dia de horário eleitoral na TV no primeiro turno, o candidato ao governo de Alagoas, Fernando Collor (PTB), invadiu o horário de seus dois candidatos ao Senado. Ao invés de aparecer os candidatos Álvaro Vasconelos e Flávio Emílio, ambos do PTB, quem surgiu no vídeo foi o senador. Em um dos vídeos, ele aparece pedindo para que o eleitor reflita bem em quem vai votar e pede voto para ele. No segundo, aparecem imagens de supostas obras que ele teria feito quando governador ou quando presidente.
O candidato do PSDB, Teotônio Vilela Filho, utilizou imagens de populares e, inclusive, colocou no ar o depoimento de uma eleitora que afirma que votará em Dilma Rousseff (PT) para a Presidência, e no tucano para o governo. O nome do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, não foi mencionado em nenhuma vez. Teotônio disse que seu governo fez uma coisa que os outros não fizeram: ficar quatro anos sem denúncias de corrupção ou escândalos.
Já Ronaldo Lessa (PDT) voltou a colar seu nome no do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e disse que é candidato porque Lula e os eleitores alagoanos querem. Lessa utilizou o vídeo no qual Lula pede votos para ele. A mesma tática foi empreendida pelo senador Renan Calheiros (PMDB), que disse que irá ajudar os desabrigados pelas chuvas que destruíram várias cidades do estado.
Na disputa pelo Senado, Heloisa Helena (PSOL) e Benedito de Lira (PP) protagonizaram um embate à parte. Não houve imagem com o rosto de Heloísa Helena. Ao invés disso, ela preferiu usar seu pequeno tempo de TV para atacar, de forma indireta, seu principal adversário, Lira. Heloisa também invadiu o horário do candidato do PSOL ao governo, Mário Agra. Já Lira, acusado de integrar a máfia dos sanguessugas, que desviaram recursos da saúde por meio de emendas que beneficiavam uma empresa que vendia ambulâncias superfaturadas, voltou a dizer que Heloisa Helena só traz problemas para Alagoas. Ele exibiu vídeos nos quais a candidata aparece falando mal de Lula. E, a exemplo de Renan, também usou uma gravação de Lula pedindo votos para ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário